segunda-feira, 21 de maio de 2018

GOVERNADOR CONFIRMA REALIZAÇÃO DE CONCURSO PARA POLÍCIA CIVIL AINDA ESSE ANO


Integrantes da Associação de Delegados de Polícia Civil do RN (Adepol/RN) estiveram reunidos hoje com o governador Robinson Faria, na sede da Governadoria. Na ocasião os delegados ouviram de representantes do Governo que o concurso público para a Polícia Civil está nos últimos acertos e acontecerá ainda este ano. A reunião foi intermediada pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Expedito Ferreira e pelo deputado estadual Raimundo Fernandes. Estiveram também presentes o Sindicato dos Policiais Civis e a Associação dos Escrivães.

No próximo dia 25, o processo administrativo que trata do concurso completa três anos, e a ausência de efetivo nas delegacias tem causados prejuízos irreparáveis à Segurança Pública. Após mais uma cobrança das entidades, o subsecretário de administração, Webert Moura, pediu um prazo de 70 dias para o anúncio do certame. “Ele disse que o processo se encontra em fase final e que a empresa organizadora do concurso já foi eleita”, contou a presidente da Adepol/RN, delegada Paoulla Maués, que participou da reunião. Ainda segundo Moura, está faltando um parecer da Procuradoria do Estado para a liberação da elaboração do edital.

No encontro ficou decidido também que serão cumpridas as sentenças judiciais que determinam a devida indenização aos policiais que acumulam delegacias. A ADEPOL ressaltou que a sobrecarga de trabalho tem uma influência direta nos afastamentos dos policiais por motivos de saúde física e psicológica, o que, por sua vez, reflete na diminuição da produtividade, insatisfação profissional, baixa autoestima e prejuízo no atendimento público. “Nós temos certeza que esta medida motivará os policiais civis que, em razão da deficiência de efetivo, acabam se responsabilizando atualmente por cinco a dez cidades”, afirmou a delegada Paoulla.

Um outro assunto tratado hoje foi a cessão do prédio doado pelo TJRN ao estado, em Mossoró, para que funcionem nele as delegacias da capital do Oeste. Na ocasião, o governo do estado comprometeu-se em dialogar com a UERN, instituição para a qual prometeu ceder o prédio inicialmente, a fim de encontrar uma solução.

A Adepol/RN agradece o apoio do Tribunal de Justiça e da Assembleia Legislativa para a realização da audiência, e ainda ao Governo do Estado por ter recebido e atendido os pleitos da entidade em prol da segurança pública. A entidade ressalta que investir na Polícia Civil é combater a criminalidade de uma forma inteligente e com menor possibilidade de danos para a sociedade, como confrontos e mortes.


Bg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário