segunda-feira, 21 de maio de 2018

RANIERE AFIRMA QUE REAJUSTE OCORREU DE FORMA “ARBITRÁRIA” E “SEM TRANSPARÊNCIA”




O presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa, afirmou nesta segunda-feira, 21, que o reajuste da tarifa do transporte público ocorreu de forma “arbitrária” e “sem transparência” por parte da Prefeitura de Natal. Isso porque, segundo o presidente da Casa, não houve a convocação dos representantes da Câmara para a reunião do Conselho Municipal de Mobilidade, que aprovou na última sexta-feira o aumento de 9% na passagem, saindo de R$ 3,35 para R$ 3,65.

Para Raniere, diante da rotatividade considerável dos vereadores nas comissões temáticas da Casa, a Prefeitura deveria ter comunicado a própria Câmara para que ela comunique o presidente (Erico Jácome) e o vice (Aroldo Alves) da Comissão de Transporte sobre a reunião do Conselho, ocorrida na sexta-feira, 19.

“O correto, para gerar transparência, era a Secretaria de Mobilidade ter comunicado oficilamente a Câmara dessa reunião. Então, em 24 horas eles fazem uma mobilização, dizem que comunicaram os vereadores por e-mail e os vereadores até então dizem que não receberam. E a Câmara se manifesta, a mesa diretora, se manifesta e afirma que não foi comunicada”, afirmou Raniere Barbosa.

Além disso, sem entrar o mérito se foi “justo ou não” o aumento, mas sim que ele supostamente ocorreu de forma irregular, Raniere Barbosa acrescentou que está havendo também um descumprimento, por parte do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano, o Seturn, de um termo de ajustamento de conduta assinado com o Ministério Público do RN e, por isso, não poderia haver o reajuste neste momento.

“Não vamos permitir que venham subjugar a Câmara, que a bancada do Seturn renasceu nesta Casa. Porque essa bancada foi extirpada na legislatura anterior, quando o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves queria defender os interesses dos empresários na licitação dos transportes e nós fomos contra, defendendo os interesses da população”, acrescentou Raniere Barbosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário